Câmara de Vereadores de Teutônia

Pronunciamentos

2016-06-23

Vereador Claudiomir de Souza: Cumprimentou a presidente, a Mesa Diretora, os colegas Vereadores, a professora Marisa que hoje está fazendo um trabalho voluntário; disse que tem uma admiração pessoal muito grande pelo trabalho que ela vem fazendo; também a APAE; em nome da Liana Sippel, cumprimentou a todos os pais, professores e colaboradores da APAE e disse do trabalho que muitas vezes são despercebidos aos olhos das pessoas, mas são trabalhos tão importantes, tão essenciais; tem a sua admiração pessoal por este trabalho; muitas vezes, poucos momentos que se pode ver uma criança, ou uma pessoa já adulta, quando ela tem um tipo de deficiência; o quanto é difícil muitas vezes de se lidar, e precisam de pessoas treinadas, pessoas especializadas para lidar com as crianças que necessitam de cuidados especiais. É uma admiração muito grande que tem por esse trabalho. E também cumprimentou o diretor Arnildo da escola de Canabarro, também a professora Miriam que é presidente da Associação dos Professores. O Renato representante e presidente da CIC, e toda a equipe da CIC; também o André diretor do Hospital seja bem vindo a esta Casa. Ao diretor Dirceu Bayer, presidente da Cooperativa Languiru, a Dona Gisela e sua família. Viu o quanto é importante estar junto com a família, cooperando, trabalhando, além do belo trabalho que dá muito orgulho, que é a Languiru, a nível nacional, e até em nível internacional. O privilégio de termos uma Languiru da vida neste Município e o privilégio de termos essa  Cooperativa e muito mais que isso, as pessoas, os colaboradores, os trabalhadores da empresa, pessoas sérias, honestas, pessoas que têm levado com integridade este trabalho. Vemos muitas vezes nas empresas pelo Brasil a fora, escutando sobre corrupção, de favorecimento, de apadrinhamentos. É visto aqui um trabalho tão sério se desenvolvendo. Não tem falatórios de favorecimentos de compadres, de família. É admirável por isso; e também como políticos; em Teutônia existe o privilégio de poder agir desta forma, procurar agir desta forma. Em nome do Hércio Landmeier, também cumprimentou o suplente de Vereador Hércio, o Fernando Fernandes. De antemão, deu os seus sentimentos pela família do pai do Hércio, que faleceu há poucos dias atrás. O Hércio foi uma das pessoas, muito bacanas nesta Câmara, por quatro anos foram colegas Vereadores; agradeceu em público, disse que talvez não tivesse a oportunidade ainda pelo empenho dele, pela dedicação, sempre preocupado com a agricultura, com os colonos, sempre brigando, pedindo máquinas, pedindo atendimento, roçadas, e foi um dos grandes batalhadores do nosso interior. Também a Inara, Secretária de Educação; cumprimentou de forma especial; o Edson, Secretário da Assistência Social, e demais a todos que uma forma ou de outra; empresários, colaboradores, pessoas, jovens, a juventude. Líderes políticos, disse que não vai citar todos. Falou como conhecemos as pessoas uma das coisas que tem dúvidas, como é que podemos conhecer uma pessoa? É pelo discurso,  é por aquilo que ela fala, tem muitas pessoas que têm discursos eloquentes, e impressionam muitas vezes quando se ouve as pessoas discursando e falando, é assim que se conhecem as pessoas? Não. Em seu entendimento, conhecemos as pessoas pelas ações. E então vendo alguns pronunciamentos, até se omitiu de falar por algumas semanas, mas vendo alguns pronunciamentos, alguns questionamentos, parece que Teutônia é um dos piores lugares de se viver. Ou parece que tudo está às avessas; segundo alguns pronunciamentos. Porque se faz uma Festa de Maio na dimensão que foi feita, uma grande festa, talvez tivesse um ou outro ponto que pudesse ser questionado, mas assim no contexto geral, não se pode julgar uma pessoa por um fato. Se muitas vezes fossemos analisar dentro da nossa casa, se nós fossemos medir o valor de uma pessoa pelas ações dela, muitas vezes as pessoas faz dez ações boas, e daqui a pouco por uma ação que ela não fez tão boa; tem que julgar que ela não vale nada, ou que ela não presta. Então se vê o quanto é importante julgar e fazer um balanço entre as coisas feitas. Mas talvez se não conseguiu fazer, mas as que foram feitas, foram feitas com objetivo, eram necessárias, por exemplo, questionamentos pontuais que hoje tem generalizado no Brasil que é saúde; hoje pode olhar a televisão e ver, o Rio de Janeiro, ver São Paulo, o caos que se tem. E em Teutônia encontra-se com dificuldade, mas ainda, graças a Deus pode ter conseguido dar a volta, não tem ninguém morrendo no corredor do hospital. Mas sim, por mais dificuldade que o hospital tenha encontrado, mas tem dado um jeito. Os próprios médicos, os próprios funcionários têm se envolvido com campanhas para arrecadar de uma forma ou de outra; para que os fundos sejam mantidos, mesmo no não pagamento de contas que o governo do Estado, e o governo federal vem penalizando, vem praticamente exterminando com as casa de saúde no Estado do Rio Grande do Sul, e aí sobra sempre para os Municípios. Então vemos assim, no seu ponto de vista, discursos eloquentes, promessas milagrosas, e principalmente agora em época de campanha, nós vamos ouvir pessoas que nunca fizeram nada para ninguém, vai chegar e prometer milagres para todo mundo; vai prometer que vai fazer isso, que vai fazer aquilo, então uma das coisas; não é uma eleição que transforma uma pessoa, não é um pleito, não é uma ação paralela que vai transformar. As coisas vão acontecendo. É preciso muitas vezes analisar o histórico das pessoas, o que foi feito, o que ela fez, não vai ser uma eleição que vai transformar ninguém. Então pediu desculpa pelo seu desabafo, muitas vezes, se tem encontrado dificuldades para trabalhar, e ressaltou o importante papel que o poder público, do Município de Teutônia vem fazendo, ações pontuais. Não tem como fazer tudo vai ficar algumas áreas, daqui a pouco descontente, vai ficar.  Mas coisas pontuais, um trabalho que vem sendo feito, um trabalho sério. E foi este trabalho ao qual decidiu se vincular para estar ao lado de pessoas que realmente tem se empenhado com seriedade, com honestidade; um trabalho sério. Muito obrigado e até uma próxima oportunidade.

Vereador Marcos Quadros: saudou os colegas Vereadores, imprensa, comunidade em através das suas representatividades, em especial a classe educadora municipal da nossa cidade que hoje representa e apresenta a gestão o novo projeto que entra em pauta esta noite, que disciplina a gestão democrática do ensino público nesta cidade. Rapidamente citou algumas ações realizadas nas escolas e eu sentia falta na nossa região na última semana que seguidamente se vê escolas tanto da rede municipal quanto da rede estadual de ensino oferecendo educação ambiental para nossas crianças no currículo escolar para atividades extraclasse; então acha muito simpático a idéia da educação desde as primeiras séries iniciais para que futuramente não se tenha um ser humano difícil de moldar diante  das novas legislações e das novas questões que envolvem as esferas diferentes da nossa administração pública; então sente positivamente a atuação na questão e na mobilização em relação à questão ambiental para as crianças tanto da nossa cidade quanto cidades vizinhas. Também de imediato passou o assunto atuando única e exclusivamente na matéria que nos é interessante na questão da administração pública municipal que os recursos nela envolvidos; também citou a festa de maio, tem aqui nosso representante e presidente da CIC e o Vereador Claudio já falava que foram colocadas na tribuna da Câmara algumas questões de repente não falando da boa administração e diferente do Vereador, disse que só ouviu elogios referentes à festa de maio. A festa de maio foi uma festa muito bem administrada disse isto na ultima sessão, embora tenha algumas questões que para alguns possa entrar em conflito, mas para pessoas esclarecidas o que disse foi bem claro que a CIC realizou e administrou os recursos pela festa obtidos nos últimos anos e eu era simpático a idéia de numa próxima festa de maio; que os recursos arrecadados fossem destinados a alguma entidade que necessitasse com extrema urgência diante do clamor público; citou a qual se referia que era o Hospital Ouro Branco, que passa por dificuldades, isto é publico, notório e todo mundo é sensível a causa. Pediu ao presidente e ele é sabedor disso que se existiu um pré-acordo verbal entre eu diante da questão ter apresentado uma emenda e a mesma ter sido rejeitada em fornecer vinte mil reais do dinheiro das bilheterias da arrecadação da festa de maio para o hospital, então diante da negação tivemos um pré-acordo que se a festa gerasse recursos suficientes este valor seria repassado único e exclusivamente para o hospital de uma forma integral e reforçou o pedido e todos sabem da importância que qualquer valor venha a somar aos cofres do hospital e todo mundo sabe também que a festa de maio embora seja administrada pela CIC é uma festa que envolve recursos públicos a estrutura do município então seria de bom grado a população que esses valores fossem também em benefício a nossa entidade de saúde do município que passa por dificuldades. De imediato era isso senhora presidente; citou e se despediu da tribuna da Câmara por algum momento, pois enfrente irão sofrer um processo eleitoral e a legislação nos manda isso diante do projeto que disciplina a gestão democrática de ensino público nas redes municipais; disse que teria algumas questões em desacordo ao projeto mais diante do consenso dos Vereadores a aprovação da matéria como ela está; também vai votar a favor e só citou a questão que se desagradou foi a questão do momento, onde as eleições vão ser feitas; disse que teria mais agrado, que as eleições fossem feitas a partir do ano que vem, mas vai votar a favor da forma como está em respeito ao consenso entre os Vereadores e o combinado. Era isto senhora presidente; agradeceu o espaço até uma próxima oportunidade.

Vereador Pedro Hartmann: boa noite a todos, inicialmente saudou a Presidente da Mesa, colegas Vereadores e o seleto público que hoje nos honra com a sua presença; também queremos registrar a presença do presidente do hospital, administrador André, Francisco, presidente da CIC Renato e toda a sua equipe que conduz os trabalhos com muito respeito e que tem a credibilidade deste Vereador aqui. Também da mesma forma saudou o presidente Dirceu e sua esposa, representantes da APAE, secretária da educação Inara e demais representantes da educação, nosso vice prefeito Evandro a todos os suplentes Vereadores, Emilia que hoje representa a associação dos professores e de uma maneira especial também hoje nós tivemos no final de semana o encerramento do campeonato municipal de Teutônia, parabenizou a todas as equipes que se fizeram presentes neste campeonato, o catarinense que se tornou campeão da mesma forma o união da Linha Germano; do primeiro dos aspirantes gaúcho do Loteamento Oito e o Juventude da Linha Frank, de uma maneira especial a todas as pessoas que se integraram ACAT de Teutônia. O colega Beti é um amante do futebol e faz muito por ele e também desta casa merece o nosso reconhecimento. Antes escutava falar o colega Claudio; disse que em dois mil e quinze esteve como presidente desta casa e o que representa a nossa história acima de tudo assumiu a presidência de dois mil e quinze e a sua missão era conduzir esta casa com respeito e responsabilidade pelos recursos públicos; falou que na sua vida e na sua conduta  tem um lema especial que é o trabalho com a participação das comunidades e quando avaliamos no final da gestão, com a participação de todos os vereadores; tivemos uma economia de dois milhões cento e vinte quatro mil, economia que foi feita nesta casa e é esse histórico que hoje colocamos a disposição da nossa comunidade; relatou de outra maneira e que sempre conduziu, e sempre pensou no povo; que na primeira gestão em vinte oito de maio de dois mil e dez apresentou uma emenda, um projeto que diminui o recesso parlamentar, da mesma forma no ano passado apresentou nesta casa como presidente o projeto que reduz em trinta por cento as diárias dos vereadores, neste sentido justificou a sua proposição e neste sentido tiveram um prêmio de boas práticas e transparência legislativa recebida pelo Tribunal de Contas. Esta conduta quando vivemos no meio político, muitas vezes a política está desacreditada, é preciso provar o contrário, é preciso provar em números e em ações. Disse que está muito feliz, que agora antes da primeira metade do ano as suas contas estão aprovadas pelo TSF em cem por cento, sem nenhum apontamento e sem nenhuma ressalva. Essa é a conduta política que gostaria de compartilhar com todos e disse a pessoas que muitas vezes tentam brincar; o seu nome é única e exclusivamente Pedro Hartmann e tem CPF que está bem limpo e CNPJ também já teve; e colocou a disposição da sua comunidade toda a sua conduta da vida comunitária como da vida política; é isso que a população hoje quando vai escolher político tem que buscar quem é; não adianta ir nesta tribuna e dizer que é bom; é preciso provar quando tem a responsabilidade, não adianta dizer que é bom, é o povo que tem que dar esta resposta nas urnas. Parabenizou a todas as pessoas que conduzem cooperativas, associações, escolas com respeito e responsabilidade porque acima de tudo acredita no bem das pessoas; nem tudo esta perdido, tem muitas pessoas de bem e estas pessoas precisam mostrar através da sua história quem eles são, este é o relato que apresenta da sua conduta de vida pública e comunitária a disposição a qualquer pessoa. Hoje, receber do Tribunal de Contas não seria um sinal de honra, mas acima de tudo deveria fazer parte do ser, que coloca o seu nome a disposição para concorrer na política. Muito obrigado pela atenção e uma boa noite a todos.

Vereador Valdir do Amaral: Saudou a presidente Mareli, os demais colegas Vereadores, disse que se sente feliz na tribuna e em ver a casa cheia. Saudou o ex-colega Vereador Hércio, foram colegas; tantos projetos passaram por esta casa, tantas indicações feitas ao governo, mas esta parte os vereadores só podem fazer indicações; não trabalhamos com dinheiro público, só podemos indicar. Representante da Cooperativa Languiru senhor Dirceu, em nome da secretária Inara a todos os professores, professoras que estão presentes, vice-prefeito Evandro Biondo, que não sabe se já está presente e a toda comunidade, que todos se sintam a vontade. Vinte anos, Vereador Marcos Quadros e Vereador Marcelo Brentano do partido PSDB; numa noite fria de sexta-feira tinha uma quantidade grande de pessoas na noite. Disse que o Branco faz parte do PSDB, o trabalho que está fazendo dentro do partido PSDB e toda equipe, presidente e equipe PSDB. Também falando com alguns pais, tem pessoas com deficiências físicas que estão trabalhando; que bom isto é uma alegria para todos do município de Teutônia, porém pediu a todos os colegas Vereadores, é uma pena que o vice-prefeito não está presente, que o Executivo veja se não tem a possibilidade de um transporte para ajudar estas pessoas no transporte. Como ficará feliz e agraciado com este gesto, se vir o projeto do Executivo, não se tem como ele mandar um projeto, mas pensar que as pessoas gastam em remédios e ajudam muito no seu lar, em casa. Então pediu ao Executivo que pense se pode ou tem possibilidade de mandar um projeto desta grandeza para essas pessoas que quantos pais, aqui têm um pai no meio de vocês que tem uma filha, foi conversado com ele sobre este projeto. Se vir a esta casa, com certeza vai ser votado por todos os colegas Vereadores, vai ser votado a favor deste projeto. Eliane presidente da APAE, pelo excelente trabalho que vem fazendo nesta escola, onde tem crianças e alunos que estão trabalhando, saindo dali e indo para o trabalho, como é gratificante para estes jovens, estes alunos que vão para o seu trabalho sabendo que tem um projeto no município de Teutônia para ajudá-los pelo menos no transporte. Saúde, não é crítica, está no Estado, União em todos os municípios; disse que fica triste em ver o rosto destas pessoas que trabalham no Hospital Ouro Branco, o presidente do Hospital Ouro Branco, pela tristeza que uma entidade, o hospital que tantos municípios, tantas pessoas vem direcionadas ao Hospital Ouro Branco, sabe que o estado a união não mandam, não estão cumprindo com os seus deveres, mas pediu que o município de Teutônia, vê colegas Vereadores falarem, sem saúde o povo não caminha; sem saúde o povo não trabalha é tão triste eu falo isto com convicção porque eu passei por isto, sabe como é triste quando se sente na pele e pediu a presidente Mareli, que mais ou menos em dois mil e onze estava na Secretária da Saúde, tinham tantos exames, cirurgias letivas, gerais que iam a Taquari; a Câmara mandou seiscentos mil para ajudar nesses passos que estavam ali e foram feitas tantas cirurgias letivas e gerais. Foi mandado neste ano também setecentos mil; onde está este dinheiro? Será que os Vereadores não podem juntos pegar e limpar o que resta nesta Casa e mandar para o Executivo e ajudar estas pessoas; onde visitou uma pessoa que está com uma hérnia, tem ferida debaixo, isto causa tristeza, as pessoas chorando; será que estão fazendo a sua parte? Mas disse que o município de Teutônia tem dinheiro, que nos cofres públicos tem dinheiro, disse que juntos precisam se abraçar, mas não tem a caneta na mão; pediu ao Executivo, ao prefeito e vice que tenham pelo menos um pouquinho de caridade pelas pessoas, para mandar um dinheiro para estas cirurgias letivas e gerais, porque estas pessoas estão sofrendo, estão clamando, as pessoas estão clamando e não se pode mais ver isto no município de Teutônia; não é uma crítica, se tiver que tirar salários dos Vereadores, de cada um mil reais para ajudar; se pode ajudar, disse que é parceiro para isso; podem pedir para descontar e ajudar o Hospital Ouro Branco, Secretários, Prefeito, Vice e que o município, o Executivo tem dinheiro em caixa, e veja mais uma vez o que mais pode fazer para o Hospital Ouro Branco e as pessoas que tanto precisam. APARTE MARCOS QUADROS: Disse que é uma satisfação enriquecer as palavras do colega, um pouquinho o seu trabalho no ano que o colega foi presidente do Legislativo Teutoniense; uma parte dos recursos da Câmara de Vereadores serviu para a compra de cadeiras de rodas para as pessoas que necessitam e pediu a reflexão se possível, que hoje se está com uma falta destes tipos de equipamentos para as pessoas que precisam. Hoje mesmo estava conversando com um rapaz que sofreu acidente de moto e o município já doou todas essas cadeiras de rodas que foram compradas; então o cumprimentou pelo ato feito no ano em que o colega foi presidente e alertou que hoje o município precisa também e quem sabe a Câmara de Vereadores possa repassar algum recurso neste sentido. Agradeceu o espaço. VALDIR AMARAL: só para complementar, muitas vezes se vê alguns políticos desesperados este ano, época de eleição; disse que não fica desesperado, nunca ficou, duas vezes foi candidato a Vereador e se elegeu; não ficou desesperado porque trabalha, sabe que trabalha de cabeça levantada; sabe da origem da família que veio e o papel em branco aceita tudo, isto tem que ser visto, o povo tem que ver. Então alguns políticos que estão desesperados, é porque não fizeram o seu trabalho durante os quatro anos. Um abraço a todos vocês e fiquem com Deus. Vereador Ariberto Magedanz: uma boa noite a todos e a todas. Em nome da presidente Mareli saudou a maciça presença de todos. Mas em virtude dos parcos minutos que temos, dizer que cada um de vocês é especial. Então, uns com mais responsabilidades, outros com menos, mas sintam-se todos bem-vindos. Aproveitou o seu espaço para discorrer sobre uma área muito importante do Município que é a Educação. Disse que vê tantos colegas presentes, e gostaria de falar um pouco deste momento especial que vive a educação de Teutônia. Cumprimentou a secretária Inara, nos oitos anos desta administração, o equilíbrio, a atenção e o cuidado que tiveram como administração, e inclui-se o Poder Legislativo, com a educação deste Município. Este tripé que forma a educação que forma a educação em nosso Município que foi cuidado com muito esmero, com muito afinco. A parte pedagógica, a parte física e a valorização dos profissionais da educação. E pena que o tempo não permita, poderia ser feito uma reflexão sobre os bonitos e bons projetos na parte pedagógica que foi feito nestes quatro anos. Que são os cursos em formação, os projetos em todas as áreas que se vê aqui. Belo trabalho do curso de Libras; na área da música, na área do meio ambiente, há poucos dias, viu com muita alegria a criação das cooperativas escolares; falou ao presidente Dirceu, que com certeza é um grande passo para as nossas escolas também. E assim podia discorrer sobre todo este envolvimento da Secretaria e dos professores sobre a parte e a preocupação pedagógica das nossas escolas. E não se limitou a isto. Um grande trabalho também na recuperação; na ampliação, na construção, no cuidado de nossa estrutura física de nossas escolas, vejam uma vez nossas escolas municipais. Uma mais bonita que a outra. Vejam que receberam uma atenção muito carinhosa neste período. E por fim a valorização dos profissionais da educação; iniciou em dois mil e nove com a progressão funcional. A instituição do vale-alimentação, ou do vale-refeição, poderia citar o RPPS, que foi um grande avanço para a administração. E este projeto, colegas Vereadores, já entrou em dois mil e dois, só que a Câmara não aprovou; por isso parabéns a vocês também, por vocês terem aprovado este regime próprio. E agora vem este Projeto da gestão democrática. É uma pena e acho que alguns entendem que a gestão democrática é apenas a eleição de diretores, e não é isso. Isso é um ponto. Mas existe por trás desta gestão democrática, algo muito mais importante que é firmar esta responsabilidade da família com a escola. Vamos selar esta parceria com os pais dentro da escola. Este é o grande objetivo da gestão democrática. Então parabenizou a professora Inara por este trabalho, e fez apenas um rápido e sucinto resumo das ações da administração municipal, com essa área, tão importante que é a educação. Não poderia também se furtar, em desejar às boas vindas a uma empresa que está vindo para a localidade de Linha Clara, a Frigovale. Investimento de quarenta e sete milhões, e uma das estruturas das mais modernas do Brasil, quem sabe, na área de frigorífico, com certeza é um grande avanço também para o nosso município. Quem sabe esta empresa vai estar, logo, logo entre as empresas destaques deste Município. Deveria até enviar um ofício ao Cristiano, proprietário do Frigovale desejando as boas vindas, as atividades iniciam na segunda-feira com abate de bovinos. Uma capacidade de quatrocentas, quinhentas cabeças de gado por dia. É um frigorífico muito moderno. E está de parabéns a comunidade de Teutônia, mas se sente lisonjeado porque ela está situada na Linha Clara. E por fim acha que o momento é especial para isso, o vereador Pedro já falou disso, por cumprimentarmos as equipes vencedoras do campeonato. Disse que em do nome Beti também, o grande trabalho este ano; com uma novidade, os times do interior marcaram presença e chegaram a conquistar os seus títulos. Então, todos sabem o quanto é importante, o quanto é difícil fazer futebol e as equipes do interior chegaram lá. Então que mandemos também ofícios para cumprimentar essas agremiações esportivas. Muito obrigado.

Vereador Gilberto Frigo: boa noite a todos os colegas Vereadores, Vereadora Mareli, saudou a todas as pessoas que já foram nomeadas, todas as pessoas que já foram apresentadas pelos colegas que o antecederam. Sobre a questão da educação, hoje é um dia que vai usar a tribuna, enaltecer o esporte no Município de Teutônia. Com muita alegria no domingo passado, e da mesma forma no domingo retrasado, na final da Taça da Amizade, e também agora na final do municipal de Teutônia. Com muita alegria, esteve presente e viu o grande nível disciplinar. E quando se vê no município de Teutônia, as nossas comunidades. E quando juntamente com várias lideranças; naquele momento entrou na vida pública, um dos seus sonhos era a reabertura de vários clubes de futebol no interior. Pois acredita que o esporte dá oportunidades para muitos jovens. O esporte dá oportunidades para fazer muitas amizades. O esporte no interior, que Teutônia tem hoje muitas comunidades. Une muitas famílias. É o lugar onde as pessoas se encontram. E sete anos atrás, o colega Xirú, que faz parte do Flamengo da Linha Germano. Há sete anos, quando tínhamos em Teutônia, quatro clubes em atividade; naquele momento montamos uma força para a abertura dos clubes. Foram reabertos onze clubes na primeira competição. E hoje vendo essas comunidades, que na maioria continua em atividade. E a gente vendo, que nem o Vereador Ariberto aqui falou, dois clubes do interior disputando uma final de competição. Com um grande público, com irmão jogando dentro de campo, com familiares participando, chega a arrepiar. E não é só isso. E aqui está o presidente André. Há pouco tempo também, esses mesmos clubes, com o dinheiro arrecadado com as multas no campeonato, repassaram ao Hospital Ouro Branco, um valor de dez mil reais destas multas oriundas do campeonato Municipal de Teutônia, e também da Taça da Amizade. E também na final da Taça da Amizade, um valor para o Hospital Ouro Branco. Com certeza esses clubes estão fazendo a sua parte. Para ver esportes, movimentar comunidades, também é saúde, ocupar a mente, ocupar o jovem durante a semana, na sua comunidade, valoriza e cria muitas lideranças que hoje estamos na falência. Acredita que não é somente faltando pessoas para colocar o seu nome à disposição na vida pública. Mas também acredita que faltam muitas pessoas para fazer a sua parte na comunidade. Poucas pessoas colocam o seu nome à disposição para manter uma comunidade aberta no interior, ou uma Associação Comunitária, religiosa e assim por diante. Então é muita satisfação relembrar isso hoje, que ainda tem pessoas que estão movimentando essas comunidades, seguindo o espírito esportivo, pois os colegas Vereadores sabem e foi falado aqui; disse que acredita que não é partido político, que nunca votou em partido político, antes de entrar na vida pública.  Acredita que devemos conhecer a pessoa realmente, o que a pessoas fazem, acredita que não precisamos falar, mas fazer. Acredita que devemos fazer a nossa parte; porque é difícil para quem tem família, filhos menores, filhos neste mundo de hoje, ligando a televisão ouvindo só a corrupção. E só corrupção, e não somente na política, hoje mais uma vez, fraude na água que bebemos; fraude no leite. Chegamos até moer tênias, para moer, para botar no adubo.  O que fazer com um país que nem o nosso? Contaminado com a corrupção. Inclusive no futebol. E pergunta muitas vezes, até onde vamos fazer para recomeçar? Quantos anos precisam para recomeçar um país melhor, com pessoas melhores, que estamos perdendo muito em nossas comunidades. A boa vizinhança, o bom amigo; as pessoas que trabalham e querem o bem um do outro, como têm poucas pessoas que querem o bem dos outros; pessoas sabendo que somos passageiros nessa vida. Não há idades. Têm aqui relatos de pesar, pessoas com quarenta e um, quarenta e seis, pessoas com setenta, oitenta, não há relato de idades. Acredita que quando estamos aqui, tanto na vida pública, quanto na vida comunitária. Devemos deixar o melhor de nós; sempre falou aos seus filhos, se conseguir passar para eles a metade que os seus pais passaram, em termos de educação, disse que será um pai muito feliz. Será uma pessoa muito grata. Muito obrigado presidente. Agradeceu a todos os presentes, sempre a Casa cheia, sempre escutando com muito respeito. Muito obrigado a todos.

Vereador Marcelo Brentano: cumprimentou a presidente da Casa os colegas Vereadores, os suplentes de Vereadores, Hércio Landmeier e Hércio von Muhlen, também Fernando Fernandes e toda a comunidade presente, professores, também, Câmara de Indústria e Comércio, Cooperativa Languiru e todos já citados pelo protocolo. Mais uma vez, seus últimos pronunciamentos foram em cima do Projeto de gestão democrática, que é muito importante. Cumprimentou mais uma vez os professores, a Secretaria e a todos que se envolveram para a construção desse Projeto. Sabemos que no futuro ajustes serão feitos, é assim que acontece, mas é histórico o que acontece em Teutônia. Acredita que há muito tempo, em dois mil e treze, visitou a Secretária da Educação no início do seu mandato e dizia da possibilidade de fazer uma eleição para diretor, para democratizar mais, e ela dizia quem sabe no futuro. E hoje se tem  este Projeto aqui. E como diz o professor e Vereador Ariberto, é maior que somente a eleição para diretor. Tem a criação dos conselhos escolares, que é muito importante, e ainda mais em um momento em que vivemos hoje. Com tanta corrupção acontecendo, com tantos problemas, acredita que a família mais próxima da Escola teremos bons resultados, cumprimentos a vocês. Câmara de Indústria e Comércio, presidente e todos os demais integrantes da indústria e comércio, sempre vão ter críticas quando se faz um grande evento e precisa dizer sugestões também para melhorar. Sabem que a Festa de Maio não foi toda ela cem por cento. Houve alguns problemas, e que estes problemas para a próxima são possíveis de corrigir. Mas foi um grande evento, um evento bonito para a cidade, onde as pessoas da cidade se dedicaram, onde pessoas trabalharam, mas a partir destes apontamentos, desta prestação de contas, que vocês vão fazer, daqui a dois anos ou quando ocorrer a próxima festa, tentar melhorar como dois anos atrás já melhorou para esta. Então cumprimentou toda a equipe da Câmara de Indústria e Comércio. O Poder Legislativo e sua força. Três poderes: judiciário, executivo e legislativo. Os Vereadores; talvez nesta última gestão, nesses últimos quatro anos que é Vereador, tem uma força muito grande de representação na comunidade. E muitas pessoas acham que os Vereadores são funcionários de Prefeito, e não somos. Têm a total liberdade de um Poder Legislativo de defender a comunidade, e de fiscalizar o que não está dando certo. E aqui vir apontar e dizer ao Vereador Cláudio, que nem tudo é maravilhoso em Teutônia, mesmo que de um período para cá o senhor diga que está melhorando. Porque quando se faz uma visita ao aterro sanitário, e se percebe que dali a dois meses a última vala, que era projetada para vinte anos ela fosse concluída, em dois meses não tem mais lugar para colocar o lixo. E vamos ter que pagar para mandar para Minas do Leão. Então falta sim também, planejamento. Nem tudo é tão maravilhoso, e dizer também ao Vereador Pedro quando ele vem aqui dizer; vamos esclarecer que o senhor foi agraciado com as boas práticas de transparência na internet. Que mostra o trabalho todo da Câmara na internet. Não boas práticas do Legislativo. Está ali o quadro para que todos possam olhar. Disse que não precisa vir falar de si. Disse que precisa fiscalizar e trabalhar. Quando questionamos e mandamos setecentos mil, e a presidente desta Casa manda setecentos mil reais para, onde os Vereadores apoiam, para a reabertura do posto de saúde do bairro Alesgut que continua fechado, e os colegas Vereadores sabem disto. Vereador Pedro é do mesmo bairro seu, que poderia desafogar um pouco talvez, o problema do Hospital Ouro Branco. Que faz as pessoas atravessarem uma RS que tem problemas, que a gente não consegue nem fazer uma rótula. Que talvez não seja a função do Prefeito, talvez não seja a função desta Casa. Mas talvez os onze Vereadores, e mais o Prefeito e o Vice, em mais uma tentativa de ir a Porto Alegre, tentar fazer, então pelo menos com a força política juntar para resolver este problema. Então vir aqui, falar, gritar, porque tem uma plateia, e é maravilhoso que vocês venham. Mas existe no nosso site, Vereador Fernando Fernandes, todos os nossos pronunciamentos a partir de janeiro. Cumprimentou a presidente por causa deste trabalho, todos podem ver os pronunciamentos de todos os Vereadores. Esta é a função como Vereador, fiscalizar, legislar, levar a informação para a nossa comunidade. Sim tem trabalho, tem uma qualidade na educação; moramos em um paraíso, mas tem muita coisa que precisa melhorar, tem muita coisa que precisa ser feita. Então o Poder Legislativo está se apoderando da sua função de não ser empregado de Prefeito. De fazer a nossa função que é fiscalizar. E indiferente do partido político. Quando os Vereadores estão aqui representando mais de trinta mil pessoas. Está na hora de mudar esta política, de parcerias, de amizades. E sim se pensar em trabalhar pela comunidade e mostrar o que está certo. E os colegas podem dizer, todos vocês, que quando um ato, daquele Loteamento Morada do Sol. Disse que elogiou o Prefeito. Mas também tem o dever e a responsabilidade de dizer que o Pronto-Atendimento, que o posto de saúde do bairro Alesgut continua fechado. E até quando senhora e senhores? Vem um ano eleitoral, sabe que eles falam que alguns fazem firulas aqui na tribuna. E que falam, e que só tem discursos. Mas às vezes se esquecem de fazer o próprio trabalho de Vereador. Forte abraço e fiquem com Deus.

Vereador André Böhmer: Boa noite colegas Vereadores, presidente Mareli, comunidade presente também ex-vereador Hércio, bom revê-lo nesta casa de novo. Dirceu presidente da Languiru, André do Hospital; em nome da professora Marisa de Interprete de Libras, a todos os professores presentes nesta casa. Sobre a agricultura, das dificuldades da agricultura familiar sem o Ministério do Desenvolvimento Agrário, o MDA que envolve PRONAFE, crédito fundiário, problema de alimentação escolar e outros. O ano agrícola começa dia primeiro de julho e não temos a quem recorrer a financiamentos, sem o ministério da previdência também, é um setor que precisa do apoio; articulação política e precisa do apoio indiferente de qual partido político, de siglas políticas, é um setor que tem que ser defendido porque depende da pequena agricultura familiar, dos pequenos produtores agrícolas. No dia vinte e sete de junho, segunda-feira, de dois mil e dezesseis vai ter um encontro para debater saídas e soluções com o ex-ministro Miguel Roseto e Miguel Taffel sobre o MDA; na sala Adão Preto em Porto Alegre, se os colegas Vereadores quiserem participar; vamos apoiar isso é um bem que vamos fazer para os nossos pequenos produtores. Também falou sobre o carro que hoje o subsecretário Edson trouxe junto com o Deputado Federal Pepe Vargas e com seu assessor Luiz Becker que tanto se empenha para trazer recursos para o nosso município e trouxeram mais um carro para a nossa administração e isto está aí, está comprovado; amanhã vai ser a entrega oficial deste carro para o Conselho Tutelar, se não falha a memória, acha que vai ser para o Conselho Tutelar; então parabenizou o Luiz pelo seu empenho e agradeceu ao Deputado Pepe Vargas que conseguiu este carro para o nosso Conselho Tutelar. Também sobre a indicação que fez, sobre os curativos a domicílio, disse que não tem o poder de fazer este projeto de lei, criar este projeto de lei; mas hoje entrou novamente com o pedido para o assessor jurídico, ele disse que não era da minha competência fazer este projeto de Lei; porque gera despesas, mas é um projeto que beneficia muito as pessoas idosas e pessoas do interior; já que não temos mais a unidade móvel no nosso interior e tem muitas pessoas no nosso interior acamadas e principalmente do lado norte do município de Teutônia onde não tem a ESF para atender curativos a domicílio; seria interessante fazer uma equipe e enviar para estas casas aonde as pessoas pudessem ser atendidas a domicílio; iria desafogar as ambulâncias, e também o hospital, o PA do hospital, isto iria beneficiar muitas entidades, tanto o posto de saúde, quanto o PA do nosso hospital, isto seria um benefício para a nossa comunidade. Disse que fala mesmo o que sente e acha que isto é essencial para a comunidade, por hoje era isto muito obrigado.

Vereadora Mareli Vogel: Boa noite a todos, toda comunidade que já saudou anteriormente, de imediato disse ao colega Vereador Brentano; agradeceu as suas palavras e que se compromete com a vinda do Secretário dos Transportes Pedro Westfalen para a cidade porque é secretário e também do mesmo partido e na semana passada na sexta-feira estava pré-agendada uma visita dele em Teutônia e acabou a assessoria ligando suspendendo; mas combinamos que em dez dias ele viria em função de tantas idas que já tivemos e dos últimos acidentes; inclusive perdas de vidas que tivemos aqui novamente no trecho da Via Láctea. Saudou assim a todos, mas em especial registrou a presença da professora Marisa; amiga, já foram colegas, professora de libras, de sinais nas escolas municipais de Teutônia e hoje de forma voluntária; em conversa que tiveram, ela aceitou, então trouxe alunos portadores de deficiência auditiva para que participassem desta sessão da Câmara; também conhecendo o Poder Legislativo, o nosso trabalho e assim em nome da Marisa também saudou todos os professores em grande maioria estão presentes, a presidente do conselho municipal de educação, Roseli e também as demais citadas; a presidente da associação, a secretária da educação disse que são favoráveis a este grande projeto também, mais um da educação e número cinquenta e dois que está baixado que também será votado; da mesma forma a APAE todos os professores e equipe. À comunidade fez um registro, que nesta semana, na verdade na terça-feira teve início a primeira oficina na Câmara de Vereadores, que vem trabalhar o exercício da cidadania nos dias atuais. Em parceria com a secretaria da educação com a Universidade La Salle e com as escolas que iniciaram o projeto Teobaldo Closs, o diretor Arlindo, as professoras estiveram aqui com turmas de alunos do oitavo e nono ano. Alunos que em sua maioria nunca estiveram numa Câmara de Vereadores, que não conhecem os poderes, as diferenças entre os poderes; talvez este um grande projeto do legislativo, é o nosso poder de atuação, os recursos sempre limitados, mas este vai ser um projeto que ficará para o legado da comunidade Teutoniense; na próxima semana teremos aqui também a escola com mais três oficinas para os alunos da escola Leopoldo Klepker, a diretora Roseli está aqui também; é lamentável não poder continuar nos próximos meses devido a este período também eleitoral, como o projeto atrasou também; será suspendido, mas creio e a nossa vontade é continuar depois final de outubro ou novembro e sugeriu a comunidade que quem estiver nesta casa nos próximos anos continuem com este projeto trabalhando a cidadania. A responsabilidade de cada um que está aqui acompanhando; que bonito, que importante é a presença da comunidade. A comunidade que também acompanha nas redes sociais acompanhando o trabalho dos Vereadores. Nestes três meses agora devido ao período eleitoral ficamos sem mídia, esta tribuna ficará muda, pode ser usado, mas não será reproduzido em mídia; continuarão trabalhando muito, incansavelmente aqui e na comunidade porque este é o papel e como bem falavam alguns colegas que a antecederam, talvez no seu primeiro mandato, que  passou muito tempo no Executivo, não sabe se fez a opção certa; mas foi uma grande experiência ter sido Secretária de Saúde, tem dito que talvez tenha sido um aprendizado maior que ter cursado a universidade, a prática dentro de uma Secretaria de Saúde. Mas este período que está aqui, agora, quase três anos e meio neste Poder Legislativo, teve um grande aprendizado ainda maior e acredita que, já disse que gostaria muito de trabalhar na formação também de cidadão como a sua formação de sociologia de que precisa de Vereadores, muitos aqui talvez vão concorrer na próxima, o pleito; nos capacitar, tentar entender qual o verdadeiro papel dos Vereadores e a comunidade também deve ser entendida, para que o vereador esteja representando; são poderes independentes, do legislativo, do executivo e do judiciário, três poderes harmônicos para dialogarem, mas independentes; acredita que a maioria dos legislativos que visitou na região do Vale do Taquari, foram muito mais de vinte não tem independência, a maioria são subordinados ao Poder Executivo; tem dito que Teutônia tem sido protagonista de ter feito este diferencial, a participação da população, a Câmara é exemplo, quase todas as sessões de casa cheia; então disse que a comunidade precisa de líderes em todos os espaços, lideres comprometidos, líderes que se posicionam a frente das lutas, das causas pela maioria, das causas justas, não se pode mais trabalhar em causa própria, não podemos mais reivindicar para pequenos grupos, temos que acima de tudo ter posição, fazer os enfrentamentos necessários, mas saber dialogar porque prevalecem muitas verdades e precisamos achar um meio termo, o equilíbrio entre elas. Dias atrás esteve sem voz e disse nesta tribuna, foi para representar os moradores da comunidade do bairro Alesgut, na questão de reabertura do posto de saúde. Foi também para representar os moradores do bairro Canabarro; no entorno do Loteamento Oito, Nove, da Morada do Sol, do Loteamento Auge, do Poliesportivo, e aqui está o Gustavo que representa esta comunidade, sobre a questão da mobilidade urbana, para as ruas, que dificulta o acesso ao centro do bairro Canabarro. E este é o papel do Vereador. Esta tribuna é para isso; é para apresentar a demanda, para dar a voz a quem não tem. Por isso, coincidiu com a presença da professora Marisa. Mas ela está aqui voluntariamente, para fazer um apelo, e diante deste pronunciamento, disse que a vinda da Marisa a esta Casa, dias atrás, foi para buscar ajuda. Para que este Poder Legislativo possa ajudar e a caminhada já é de muito tempo para poder criar a Associação de Surdos-Mudos de Teutônia. E ela deixa hoje aqui, uma disciplina de ensino religioso com a professora Vanusa, um poema, solidariedade: “A princípio é o momento de criarmos a associação, vamos todos juntos fazer parte deste mutirão, em Teutônia há um grande número de pessoas surdas, e as famílias esperam ajuda. Cabe a comunidade teutoniense, apoiar esta causa com determinação, o passo mais importante é a oficialização. Desta tão sonhada associação. Que fará toda a diferença para a nossa população. Lutemos com fervor e união para que essa causa nobre se concretize com enorme satisfação”. Os autores do poema, os alunos Leonardo, Gabriel e Guilherme do oitavo ano B. Fica aqui o pedido para a comunidade, neste auxílio. Obrigado.